31 outubro 2014

Posto de saúde abandonado de Cidade Gaúcha agora atende cavalos. Que vergonha prefeitura!

Os cidadãos de cidade gaúcha estão revoltados com o descaso da prefeitura em relação à saúde do município. Um posto de saúde localizado no bairro Aeroporto, está em obras à 10 meses, quando na verdade o prazo era de 4. As obras foram iniciadas em 2 de janeiro de 2014, com previsão para serem concluídas em 120 dias, ou seja, no mês de abril. Já estamos em outubro, e nada de posto de saúde aberto.
Precisamos de saúde, projetos positivos que causem impacto na cidade que é comarca, e localiza-se em um ponto estratégico entre as principais cidades da região Noroeste do Paraná. Atual gestão, não queremos rodeios megalomaníacos, fracassados e que causam prejuízos, queremos saúde, educação e desenvolvimento.
Alguns moradores colocaram um cavalo para pastar nas redondezas do prédio, já que o local não se encontra disponível para pessoas. Mas se o pobre animal ficar doente, nem a atual condição do local não poderá salvar-lhe. Isso é vergonhoso.
Infelizmente, tais atitudes derrubam mais ainda o conceito da atual prefeitura, que veio com a promessa de mudanças. Nada de mentiras, é preciso trabalhar. Não cessam a tal desculpa de uma tal dívida de 9 milhões. Se ela existe, em menos de 2 anos pode ser paga, o que não ocorreu, certamente.
Cidade Gaúcha, realmente morreu naquele esplendoroso dia 07/10/2014. O que esses vereadores estão fazendo? Um lutando contra o outro, não aprovando obras, trazendo à tona mesquinhas disputas partidárias, deixando de realizar a principal função, que é cobrar o prefeito, e trabalhar em conjunto pelo município.
Eu não desistirei de Cidade Gaúcha, nem os mais de 3.000 eleitores que votaram contra a atual gestão. Se não houverem mudanças, em 2016 certamente o município terá novas mãos lhe administrando. É uma consequência da inépcia de todos eles, infelizmente.
 Vejam que ironia. Agora eles estão seguindo os políticos passados, patrocinando festas, e deixando de lado a saúde, educação e desenvolvimento. As criticas abaixo foram tecidas pela coligação Prefeitura para o povo, durante as eleições de 2012, que hoje encabeça a câmara do município.
A gestão de Alexandre lucena, vem sendo marcada por obras não concluídas. Quando fez sua campanha, prometeu melhorias na saúde, mas Deputados doam alguns veículos, eles fazem carreatas, o que é desnecessário, mostrando o desespero do prefeito, de mostrar que está fazendo algo pelo município, quando isso é apenas uma obrigação, e não progresso extraordinário, e tudo fica por isso mesmo. Onde está a garra de político? O que acontece depois das eleições, o espírito progressista morre com as mentiras contadas? Sim, pois isso torna-se uma falsa promessa. Não enganem a população. Já estamos fartos disso. Queremos mudanças.
Separei a parte que Alexandre lucena e Juvenil prometeram sobre saúde:
video
Carlos Augusto de Andrade.

29 outubro 2014

Cabra nasce com rosto humano e criadores são acusados de terem tido relações sexuais com a mãe do animal

Uma cabra deu à luz a um filhote com um rosto humano, mas sem vida, em uma fazenda na região de Salta, na Argentina. Após um amigo dos donos da fazenda publicar as fotos em uma rede social, os criadores foram acusados de terem tido algum tipo de relação sexual com a mãe do animal.
Após virar alvo de abusos verbais e acusações de zoofilia por moradores locais, eles tiveram que se esconder.
Apesar das acusações, a mulher do fazendeiro, Olga Villalba disse acreditar que a deformação seja consequência de pesticidas na região.
— O animal já estava morto quando nasceu. Só queremos enterrá-lo o mais rápido possível. Foi claramente uma mutação genética causada pelo uso excessivo de agrotóxicos — explicou.
As informações são do Daily Mail.
Cabra nasceu com rosto humano na Argentina

28 outubro 2014

Estrelas de filmes adultos mostram o rosto antes e depois

Bree Olson
Elas são atrizes de filmes adultos e por incrível que pareçam, muitas delas são totalmente diferente como aparecem nas telinhas. Reuni algumas fotos de algumas atrizes, onde mostra o antes e depois antes de irem para o set de filmagem, onde elas dão um duro danado.
Juelz Ventura
Tatiyana Foxx
Bonnie Rotten
Mariah Mars
Nicole Malice
Jasmine Wolff
Diamond Kitty
Bailey Blue
Sierra Sanders
Courtney Shea
Cassandra Nix
Elaina Raye
Danielle Delaunay
Brea Bennett
Kimberly Gates
Eidyia
Nikki Seven
Crista Moore
Jynx Maze
Eden VonSleaze
Veronica Avluv
Sara Luvv
Brooklyn Lee
Anissa Kate
Eva Notty
Aayla Secura
Aria Amor
Sophie Dee

24 outubro 2014

Onze perguntas que a Ciência ainda não respondeu

11) Como surgiu o Universo?
Como poderíamos responder à essa pergunta? Se concordarmos com os cientistas, diríamos que o cosmo foi criado a partir de uma grande explosão, que deu origem a tudo. É isso que diz a teoria do Big Bang. Apesar de ser a mais aceita pela ciência, o Big Bang nunca foi comprovado e talvez nunca seja. E, o conceito-base de praticamente todas as religiões acreditam que o mundo foi criado por uma entidade suprema. Mas, o que existia antes do Big Bang? Na opinião do astrofísico Marcelo Gleiser, autor do livro "A Dança do Universo", antes do Big Bang não havia nada. "Não existia um antes. Esse tipo de pergunta nasce do preconceito comum de querer encontrar um evento anterior a tudo. O tempo simplesmente não existia. Ele surgiu com a criação", diz Gleiser. "A verdade é que, no que se refere à descrição dos fenômenos do início do Universo, ainda não há uma teoria que possa ser dada como certa e definitiva", afirma José Ademir Sales de Lima, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo.
10) Quando começa a vida?
A polêmica sobre essa pergunta é tão intensa que até hoje a ciência não conseguiu chegar a uma única resposta. São diversas as teses a respeito do exato momento em que se inicia a vida humana. Duarante a Idade Média, imperava a teoria de que ela só começava no instante do nascimento. Hoje essa idéia e totalmente descartada. As mais aceitas (e discutidas) pela comunidade científica afirmam que a vida começa: 
* Com a fecundação; 
* Com o início da atividade cardíaca; 
* Com a formação do sistema nervoso central; 
* Com início da atividade cerebral; 
* Com a nidação (ou implantação) - o momento em que o embrião se firma na parede do útero; 
* Com o surgimento do feto, ou seja, a partir da 9ª semana de gestação.
9) Quanto usamos do nosso cérebro?
Será que podemos alcançar 100% do potencial de nosso cérebro? Durante um bom tempo acreditava-se que usávamos apenas 10% da capacidade cerebral. O fato é que, até hoje, a ciência não sabe precisamente quanto utilizamos de nosso potencial cerebral. "Embora existam especulações sobre o assunto, já sabemos, graças ao estudo de imagens funcionais do órgão, que nos valemos de todas as suas áreas, de maneiras diferentes. Mas o percentual que utilizamos ainda é uma incógnita", afirma a neurocientista Suzana Herculano-Houzel.
8) A alma existe?
Em 1907, o médico americano Duncan MacDougall dedicou-se a comprovar a existência da alma. Com base em experimentos, ele chegou a afirmar que a alma não apenas existe como também tem peso específico. Sua teoria diz que todo ser humano, não importa o tamanho ou a idade, perde exatamente 21 gramas no momento exato da morte. Para MacDougall, seria esse, portanto, o peso da alma. Pessoas que passam por Experiências de Quase Morte (EQM), tem a sua alma projetada para fora do corpo, quando vive um trauma de quase morte. Algumas pessoas chamam de alma, outras de consciência. Independente da nomenclatura, trata-se de algo inexplicável e que gera embates. "Não temos uma definição precisa do que vem a ser a alma. Mas pelas pesquisas realizadas, entendemos que ela não é o cérebro nem um tipo de energia conhecida pela física, o que torna sua busca um desafio maior para a ciência", afirma Marcelo Silva, coordenador do Instituto Internacional de Projeciologia e Conscienciologia.
7) Animais pensam?
A informação é contundente: o cérebro dos golfinhos tem maior concentração de neurônios do que o nosso. Para que tudo isso e como esses cetáceos utilizam todo esse potencial ainda é um mistério. Mas já é sabido que eles estão entre os animais mais inteligentes da Terra: são capazes de se reconhecerem, lembram de fatos do passado, têm linguagem muito similar a nossa (com palavras, gestos e movimentos) e até ajudam humanos em perigo. Uma história interessante: é comum nas regiões habitadas por golfinhos, grupos de machos seguirem os barcos. Durante muito tempo, prevaleceu a idéia de que era um tipo de brincadeira. Ledo engano. "Os macho fazem isso para afastar o barcos das fêmeas e filhotes. Já que as embarcações invariavelmente seguem os golfinhos, é uma excelente estratégia", diz o oceanógrafo José Martins da Silva Júnior.
6) É possível viajar no tempo?
"Nunca pense no futuro. Ele chega rápido demais." Quando disse a frase, o físico alemão Albert Einstein provavelmente não fazia uma alusão à possibilidade de viajar no tempo. No entanto, todas as hipóteses formuladas atualmente sobre o tema sustentam-se na Teoria da Relatividade, formulada por ele em 1905. Segundo tal teoria, o tempo passa mais devagar à medida que um objeto se aproxima da velocidade da luz (cerca de 300 mil km/s). "Isso significa que, se passarmos um ano viajando pelo espaço a uma velocidade muito próxima à da luz, quando voltarmos à Terra terão se passado 100 anos aqui", diz o astrofísico Richard Gott, da Universidade de Princeton, nos EUA. "A viagem para o passado não existe. A idéia viola o princípio da casualidade, que entende que toda série de eventos depende de uma ordem de causa e consequência", diz o astrofísico Marcelo Gleiser.
5) Existe premonição?
Quando o analista de sistemas Rodolfo Rossi, 24 anos, partiu de São Paulo para Santa Catarina, num ônibus de excursão, sua mãe (a dona de casa Divina Andrade, 54 anos) sentiu um aperto no coração, uma sensação pesada, como se algo de ruim estivesse para acontecer ao filho. Para o psicoterapeuta Ascânio Jatobá, Divina estava tendo uma premonição. Os cientistas, obviamente, não acreditam em avisos vindos do além ou coisa do gênero e explicam o sentimento da mãe de Rodolfo de uma forma mais racional. "Nosso cérebro tenta ver o futuro o tempo todo. Em situações de conflito e stress, calculamos as probabilidades de algo ruim acontecer", diz a neurocientista Suzana Herculano-Houzel. No caso da dona de casa Divina, sua intuição funcionou. Durante a viagem do filho, houve uma ação da polícia contra brigas localizadas e o rapaz, mesmo sem estar envolvido na confusão, acabou sendo ferido por uma bala de borracha. "Creio que tive uma premonição", diz a mãe.
4) O que define nossa sexualidade?
"Nasci Gay", afirma o estilista Isaac Ludovic, 22 anos. Ele se lembra de sua infância em Barreiras, interior da Bahia, e diz que já naquela fase era convicto de que pertencia ao universo feminino. "Minha diversão era me vestir de menina e brincar com bonecas." Já o namorado de Isaac, que prefere não se identificar, a história foi diferente. Já haviam passado a infância e a adolescência quando ele descobriu que era homossexual. De acordo com a neurocientista Suzana Herculano-Houzel, "o interesse sexual é definido biologicamente no início da gestação e não há nada que se possa fazer." Mas e o caso do namorado de Isaac que até os 22 anos pensava ser heterossexual? Para o psicólogo Oswaldo Rodrigues Júnior, do Instituto Paulista de Sexualidade, o indivíduo não nasce com a sexualidade definida e pode mudar de orientação.
3) A fé pode curar?
Existe milagres? Uma pessoa pode ser curada simplesmente pela força de sua fé? É muito provável que essas perguntas nunca sejam respondidas. Pelo menos, não de uma forma que agrade a religiosos e cientistas. Mas uma coisa já é consenso entre estudiosos: a fé pode, sim, auxiliar na recupeção de um doente. Estudos comprovam que a devoção ativa partes do cérebro que causam bem-estar, dão mais esperança e positivismo ao paciente e deixam o enfermo relaxado (fatores que auxiliam na recuperação). "Quando a mente se envolve no processo de cura por meio da fé, ela ativa mecanismos que influenciam o corpo, auxiliando. Mas isso não quer dizer que a fé possa curar alguém", afirma o neurocientista Alfredo Pereira Júnior.
2) Por que nos apaixonamos? 
Aparência física, instinto de preservação da espécie, hormônios à flor da pele ou uma flechada aleatória do cupido. As hipóteses são muitas, mas a pergunta acima persiste. É um mistério que há muito tempo os cientistas tentam explicar, no entanto, não há uma resposta definitiva. Tudo indica que a paixão não tem um motivo isolado, mas, sim, um conjunto de razões. De acordo com pesquisas, o ser humano define uma cara-metade. E, quanto maior a semelhança com o alvo desejado, mais chance de rolar uma paixão.
1) Quando e como o mundo vai acabar?
Estamos a cinco minutos do apocalipse. Pelo menos é o que diz o Relógio do Fim do Mundo uma criação do Bulletin of the Atomic Scientists, grupo de cientistas que avalia a proximidade de uma catástrofe global. Independente da ação do homem, fato incontestável, sabemos que a extinção do planeta é um acontecimento inevitável e, muito provavelmente, o responsável por isso será o Sol, cuja energia permite a vida na Terra. Em cerca de 5 bilhões de anos o Sol se tornará uma estrela gigante, vermelha, que se expandirá e destruirá os planetas que encontrar pelo caminho (inclusive o nosso). "Portanto, se até lá o homem não destruir a Terra, o apocalipse ocorrerá de qualquer maneira", diz José Ademir Sales de Lima, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo (USP). Claro que tudo pode acabar com a colisão de um asteroide com a Terra ou (por que não?) uma invasão extraterrestre. Teorias não faltam.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...