31 março 2015

Namorado corta cabeça de grávida e posta foto no Facebook


O homem que decapitou a namorada grávida na última quinta-feira (26) postou a foto da cabeça dela no Facebook dois dias depois de cometer o crime na Zona Sul de São Paulo. A adolescente tinha 16 anos.
Em seguida, José Ramos dos Santos, de 23 anos, levou a cabeça de Shirley Souza até uma delegacia do Centro da capital paulista, onde se entregou. O G1 teve acesso à foto da cabeça, mas não publicou porque é uma imagem forte.
A vítima estava grávida de sete meses, mas o assassino desconfiava que o bebê não fosse dele, então resolveu matá-la. A criança, uma menina que iria se chamar Nayara, também morreu. Ele alegou que Shirley revelou que o traiu com um amigo do casal. Amigas da adolescente disseram ao G1 que ela já havia sido ameaçada de morte por José. Vizinhos falaram, no entanto, que a suposta traição era um boato.
O assassinato ocorreu na comunidade carente de Pedreira. O desempregado está preso desde a noite do último sábado (29), quando se entregou no 1º Distrito Policial (DP), na Sé, onde confessou o crime ao abrir a mochila e mostrar a cabeça de Shirley.
Mas antes de ir até a delegacia, José publicou naquele mesmo dia, na sua página pessoal no Facebook, a foto da cabeça de Shirley com a seguinte descrição: “Traição da nisso...mentiras...odeio”, escreveu horas depois de saber que vizinhos haviam encontrado o corpo da adolescente.
O G1 teve acesso à cópia da página com a foto antes que o assassino a apagasse. Nas imagens copiadas pelas amigas da vítima estão também fotomontagens com o rosto de Shirley ao lado do suposto amante dela, com a inscrição: “mim traiu na vespera de natal”.
A equipe de reportagem manteve o teor original do que José escreveu. Na sua rede social, ele aparece como Zél Past Troubled (algo como Zél Passado Atribulado, numa tradução livre do inglês para o português).
A foto que usa para se identificar não é a dele, mas a do personagem do filme americano "Jogos Mortais" ("Saw", no título original). Na história de terror e suspense, um serial killer usa uma máscara e tortura suas vítimas, sempre cortando uma parte do corpo delas.
O G1 também teve acesso a conversa pelo aplicativo de celular Messenger que amigas de Shirley tiveram com José, momentos antes dele se entregar no 1º DP. Num dos trechos das mensagens, uma amiga pergunta onde está a adolescente e o desempregado responde: "matei ela agora ela vai mim trai no inferno".
“Ela me traiu”, voltou a repetir José aos jornalistas que acompanharam a transferência dele do 1º DP para 8º DP, Brás, onde o caso foi registrado como homicídio qualificado. Depois, ele foi levado para o 77º DP, Santa Cecília, onde cumpre prisão temporária.
“Por um lado sim, por outro não”, respondeu quando foi questionado pela imprensa se estava arrependido de ter matado a namorada. O G1 não conseguiu localizar José ou algum advogado dele para comentar o assunto nesta segunda-feira (30).
Ciumento e possessivo
Shirley não gostava de Facebook e, mesmo que quisesse, era impedida por José de ter uma página na web. A afirmação é de uma das melhores amigas da vítima. “Ele é muito ciumento e doente”, disse a estudante ao G1.
Traição da nisso...mentiras...odeio"
José Ramos dos Santos, ao postar no Facebook foto da cabeça da namorada
Segundo ela, José agrediu Shirley durante as discussões do casal, após ele desconfiar que ela o traiu. “Ele acreditou em boatos que ela tinha um caso com um menino de onde a gente mora, mas é mentira. O bebê que ele matou dentro da minha amiga era dele com ela”, afirmou.
“Ele já havia batido nela e ameaçado matá-la, cortando a cabeça dela para mostrar para todos verem, mas nunca achei que faria isso”, lamentou a amiga de Shirley, que, assim como a vítima, tem 16 anos.
A jovem disse que, mesmo diante das ameaças, Shirley não quis registrar um boletim de ocorrência contra José. “O namorado dela falava que já havia matado um bando de gente antes”. Apesar dessa declaração, policiais do 98º DP, Jardim Miriam, que investigam o caso, disseram que o desempregado não tinha passagens criminais.
Amigas de Shirley falaram ao G1 que José é viciado em drogas a ponto de se tornar violento. Ele admitiu em depoimento à Polícia Civil que soube da suposta traição da namorada quando fazia uso de entorpecente. “Shirley, acreditando que José estava sob o efeito da droga, falava sobre relacionamentos que mantinha com outros homens”, relatou no boletim de ocorrência.
O corpo da jovem ficou em um beco
Foto: Divulgação/ Rede Record
Vizinhos
O crime surpreendeu vizinhos da viela próxima à Rua Manuel Rodrigues Mexelhão, onde moravam Shirley e José.
Segundo eles, os dois se conheceram porque a mãe da adolescente se casou com o pai do rapaz.
“Foram criados como irmãos desde pequeninhos, mas aí se apaixonaram e passaram a viver como casal”, disse o desempregado Valdir Galdino da Silva, de 56 anos, que não acredita que a garota tenha traído José. “Ela não seria capaz disso. Gostava muito dele, tanto que ficou grávida dele, né?”.
O crime
Segundo a investigação policial, José contou que matou Shirley na casa de seu irmão na noite de quinta-feira. Eles se encontraram, tiveram relações sexuais e discutiram por causa da possível traição.
José disse que a desconfiança aumentou após a mulher engravidar, pois ele disse ter visto na carteirinha de saúde dela que sua última menstruação foi em agosto, quando o casal estava separado. Após insistir, ela então teria confessado ter se relacionado com um amigo do casal às vésperas do Natal e do Ano Novo, segundo a versão do assassino.
Quando a adolescente se preparava para tomar banho, ele aplicou uma "gravata" até ela desmaiar. Ao perceber que a companheira estava morta, foi até a cozinha, pegou uma faca e decapitou a vítima.
Em seguida, enrolou o corpo da jovem em um edredom, amarrou o tronco e os pés e o escondeu atrás de um botijão de gás. A casa foi limpa para que o irmão não desconfiasse. Com o passar do tempo, o cadáver começou a cheirar mal e José decidiu levá-lo para a viela, onde o corpo foi encontrado por moradores.
Ao descobrir que a adolescente havia sido achada, ele percorreu 30 quilômetros em dois ônibus e foi até a delegacia, onde se apresentou à polícia e foi detido em flagrante.

30 março 2015

Como se fosse mudar…

Tenho problemas com o rosto humano. Acho muito difícil olhar para ele. Encontro a soma total da vida de cada pessoa escrita nele e é uma visão terrível. Quando se vêm milhares de rostos em um só dia, é cansativo dos pés à cabeça. E por todas as entranhas. É por isso que admiro os bilheteiros do hipódromo. E a maioria é bem legal. Acho que os anos que passaram lidando com a humanidade lhes deram uma certa visão. Por exemplo, sabem que a maior parte da raça humana é uma grande merda. Eu poderia ficar em casa. Poderia trancar a porta e brincar com tintas ou qualquer coisa assim. Mas, de alguma forma, tenho que sair, e ter a certeza que toda a humanidade é uma grande merda. Como se fosse mudar…
- Charles Bukowski 

Pescadores são presos com 60 metros de rede no Rio Ivaí, em Guaporema - PR

Sete pescadores foram presos no Rio Ivaí, em Guaporema (a 113km de Maringá), por pesca ilegal e uso de material não permitido, na manhã do último sábado (28).
De acordo com a Polícia Militar Ambiental (PMA), os detidos estavam em duas embarcações quando foram flagrados passando 'arrastão' em uma corredeira na localidade conhecida como Ilha das Pombas.
No interior de um dos barcos os policiais encontraram cerca de 60 metros de redes de emalhar, que haviam sido retirados do leito do rio, além de peixes das espécies curimbatás e piaparas.
Os pescadores receberam voz de prisão e foram encaminhados para a Delegacia de Cidade Gaúcha junto com o material apreendido. Eles também poderão ser autuados na esfera administrativa pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) podendo ser multados em até R$ 700,00 cada.
Fonte: http://maringa.odiario.com

29 março 2015

O que é a Deep Web e como entrar lá? Veja imagens

O Google vê tudo, ouve tudo e reproduz tudo. Será? Se até Deus tem um ponto cego – ou o diabo não existiria – você acredita mesmo que hackers, criminosos, piratas digitais e vendedores, entre vários outros tipos de pessoas que querem agir na surdina, não bolaram um jeito de esconder seus domínios virtuais de olhares curiosos?
É claro que sim, e essa opção inclusive é bem fácil, não requisitando nem mesmo domínio de criptografia ou programação: basta informar que você não quer que o conteúdo do seu blog ou site seja público. Por isso, na verdade, como se diz, a internet comum (ou “Surface”, que significa “Superfície”) é apenas “a ponta do iceberg”, ou seja, há muito mais escondido do que revelado quando você procura por algo num site de busca.
Por isso, a Deep Web não é exatamente recente, mas vem se popularizando muito ultimamente pelas bizarrices que podem ser encontradas nela, como fóruns de canibais, “human dolls”, pedofilia e outras coisas que qualquer pessoa com um mínimo de bom senso não procuraria no Google comum. Por isso, desmistificamos a Deep Web e a explicamos pra você a seguir, sem tabus nem exagero:
1) Navegadores especiais
Não é apenas o TOR que acessa a Deep Web, mas também o I2P e o Freenet, que são os mais populares. Além deles, também se usa muito o LINUX, por sua segurança.
Outras opções menos “pop” são o Netsukuku, Freifunk, Funkfeuer, OneSwarm, GnuNet, RetroShare, Phantom, GlobaLeaks, Namecoin, OpenNIC, Dot-P2P, Guifi, AnoNet2, dn42, CJDNS, Osiris, FreedomBox, Telex, Omemo, Project Byzantium e Hyperboria, só pra citar alguns. O TOR é o mais popular por criptografar seus dados, te deixando “invisível”, mas até o Chrome ou o Firefox fazem isso.
2) Quando você para dentro do abismo, ele também olha dentro de você
A Deep Web, em si, não é má. Afinal, ela é usada principalmente para o download de séries, filmes, livros, manuais e outros tipos de informação raras, e, no meio disso tudo, muita pornografia e coisas bizarras. Mas em quê, exatamente, isso difere da Internet normal? Na verdade, a Deep Web é apenas uma forma mais avançada de procurar coisas, e se você não é uma pessoa perturbada normalmente, não vai achar nada de perturbador lá.
3) Vírus
Se você está usando um navegador criptografado e procurando coisas que não devia, que foram feitas para ser escondidas, qual você acha que é a chance de um hacker ter deixado seus “cãos de guarda”, os vírus, protegendo suas terras? Altíssima, é claro, mas, mais uma vez, se você não for atrás de conteúdo impróprio, não preencher cadastros duvidosos e não fizer downloads sem se certificar de que a fonte é confiável, a probabilidade de infectar seu PC é baixa, apesar de maior do que na rede comum. E, como dissemos, a Deep Web tem todo tipo de hacker, mas a maior parte dos navegantes são pessoas comuns, apenas curiosas, como eu e você.
4) A Deep Web não é feita para brasileiros

Bom, a internet também não, já que não tem linguagem oficial. E, como o resto do mundo, se você quiser ter acesso à cultura internacional, vai precisar aprender a ler em inglês, já que não há sites traduzindo o conteúdo, como a Fatos faz com o conteúdo da web comum, por exemplo. Mas quem sabe esse não seja até um incentivo pra você aprender uma linguagem nova, que vai te ajudar inclusive no mercado de trabalho?
5) Acessar a Deep Web é ilegal
Com afirmações esdrúxulas, como de que o FBI iria atrás de quem acessa a Deep Web ou que todo o conteúdo disponibilizado lá é ilegal, as pessoas criam tabus e um medo desproporcional com o conteúdo encontrado na rede, que, como dissemos, é muito mais manipulado por você mesmo do que pelos outros. Simplesmente acessar o Google enche sua tela de fotos de crianças peladas, gente morta e monstros? Nem a Deep Web, que funciona exatamente da mesma forma. Portanto, como diria o Capitão Planeta, “o poder é de vocês!”.
O fato, no entanto, é que todos esses registros são bizarros demais para pensar muito sobre eles. É impossível, por exemplo, tentar imaginar os motivos que levaram essas pessoas a fazerem fotos tão grotescas e assustadoras como as que você confere abaixo:
Pobres manequins: uns perderam a cabeça, outros não chegaram a perder as ceroulas.
Caveirismo
É só uma ninhada do Cronenberg, crianças...
Zhu Ming
Fonte: http://www.fatosdesconhecidos.com.br/

Protesto dos produtores de mandioca prejudica economia das pequenas cidades

O protesto dos produtores de mandioca completou uma semana em várias cidades da região Noroeste com bloqueios em rodovias próximas de fecularias e farinheiras. Eles pedem reajuste no preço mínimo e afirmam que poderão intensificar o movimento nesta semana. O problema é que a paralisação gera reflexos negativos no comércio das pequenas cidades da região. 
Segundo o representante da Associação dos Produtores de Mandioca da região, Jaid Aita, em Cidade Gaúcha os produtores pagam semanalmente em torno de R$ 100 mil para os trabalhadores do setor. Na vizinha Tapira, o volume é ainda maior, em torno de R$ 250 mil. Com a paralisação da semana que passou, na sexta-feira já não teve pagamento. E se não surgir um acordo, na próxima sexta-feira também não haverá pagamento na roça. Com isso, quem vai sofrer as consequências é o comércio destas cidades.  A cultura da mandioca utiliza uma média de 2,3 trabalhadores por hectare da lavoura. 
Apesar de decidir manter o bloqueio dos caminhões carregados com mandioca, os manifestantes temem uma informação que circulou nos bastidores na sexta-feira e ontem, dando conta de que a Secretaria Estadual de Segurança teria determinado à Polícia Rodoviária Estadual escoltar os caminhões que queiram cruzar os bloqueios. A informação não foi confirmada. 
Reivindicação
A principal reivindicação da categoria é pelo reajuste no preço da mandioca. Atualmente, a indústria do Paraná paga em torno de R$ 0,30/grama da raiz, enquanto o pedido é o reajuste para, no mínimo, R$ 0,45/grama.  O que está deixando os manifestantes mais revoltados é que a indústria não deu nem uma resposta a eles ainda. "Pelo contrário, estão até ameaçando ir buscar fécula no Mato Grosso do Sul, onde o preço estaria ainda menor", disse Aita. 
Apela a Gleisi
Aproveitando a presença da senadora Gleisi Hoffmann e do deputado federal Zeca Dirceu, sexta-feira passada em Cidade Gaúcha, um grupo de produtores se reuniu com os políticos para pedir ajuda. Gleisi e Zeca se comprometeram em verificar no Ministério da Agricultura como está a situação e o que pode ser feito.
Fonte: Umuarama Ilustrado

28 março 2015

Tentativas falhas

"Mas vai viver, não fica no meio do caminho, não atrapalha o que quer passar por aqui ainda. Agora vocês estão além da distância que os separa, aliás muitos além daquela que os mantinha separado. Por duas vezes, tentativas falhas. Você ainda continua no lugar errado tomando decisões que procedem uma volta ao mundo todo antes da casa certa. Você tem objetivos paralelos, que não mais ligam ao antigo querer. Acorda e quer saber se ele dormiu bem, se arruma pra ir ao trabalho e se embola em meio as roupas querendo saber se ele gostaria das que usaria, se embola em panos e panos em pensamento. Desfaz-se da própria cara de sono, confundindo com a água que molha o rosto com as suas próprias. Sai todos os dias para o trabalho, deixando pelo caminho, como migalhas de pão, seus próprios devaneios que nem os passarinhos comem, rejeitando dores que atrapalhem o canto da manhã, pois quando corre de volta a casa perdida, lá estão as intocáveis migalhas e as recolhe todos os dias, com um sabor amargo pela insanável vontade de não sentir o peso das que os teus pássaros já se alimentaram. No retorno se encolhe em meio a multidão de sorrisos. Olha pelo visor de um coletivo, um público de iluminadas mentes que também recolhe suas migalhas ao final do dia, esquecendo algumas no banco ao lado, esquecidas ao meio de uma conversa desinteressante, um peso cada vez menor. Deitam-se cansados, perdidos em meio a amores de fim de semana, desejando que esses finais durem mais. Não duram mais. Ansiando por um novo sabor, que não rememorem a história, mas o final de semana é sempre o mesmo. Repetições errôneas do sabor de aparência diferente e insuficiente. Sobrevive de observações, analisando os restos que traz na mão, de uma vida que parece não começar. Carrega o peso de tempos moídos. De peças que pedem por chegadas. E de aves que fogem de suas gaiolas, fazendo questão de trazer as migalhas deixadas no caminho propositalmente, em cima do meu travesseiro."
- Sequestraram os pássaros do Céu - Aleisk 

21 março 2015

Drogas que mais prejudicam a saúde

As drogas, de uma maneira geral, são o grande problema da sociedade moderna. Muitos jovens e famílias se perdem por causa dos vícios.
Todas as drogas são prejudiciais à saúde, mas algumas delas causam efeitos nocivos mais rapidamente e podem até levar à morte. É por isso que as drogas já se tornaram um problema de saúde pública no mundo todo.
Aqui, vamos listar as piores drogas que existem. Se você tem alguém na sua família que nesse momento esteja passando pela dura realidade da dependência química, saiba que é possível curar essa doença.
Conheça as piores drogas do mundo:

1 - Heroína – Essa droga pode ser consumida pelo fumo ou sendo injetada na veia. A heroína tem um potencial de destruição assustador. A droga causa dependência química muito rapidamente. Além disso, ela afeta a região do cérebro que controla a respiração, sendo capaz de causar uma overdose fatal.

2 - Cocaína – A cocaína é uma droga muito consumida atualmente. Ela atua como um estimulante e tem um grande efeito viciante. A cocaína pode ser consumida em pó, pela inalação, ou na forma de pedra crack para ser fumada. A cocaína pode levar a uma overdose e o quadro do paciente pode desenvolver para óbito.

3 - Barbitúricos – Essa droga é, na verdade, um medicamento receitado para a depressão, ansiedade e insônia. Ela causa uma sensação de relaxamento, mas pode viciar, resultar numa overdose e levar à morte.

4 - Metadona – Essa droga é semelhante à heroína, mas tem menor poder viciante. Essa droga é perigosa, pois pode levar a uma overdose silenciosa, sem que haja o efeito de euforia.

5 - Álcool – Infelizmente, por se tratar de uma droga lícita, o álcool faz muitas vítimas no mundo todo. As pessoas que sofrem de alcoolismo têm muita dificuldade para largar o vício. O álcool tem um efeito sedativo. Ele atua como um depressivo e pode afetar a coordenação motora, a capacidade de raciocínio, pode levar a lesões no coração, no fígado e no estômago.

6 - Quetamina – Essa droga tem um efeito analgésico e provoca entorpecimento corporal, alucinação, paradas cardíacas e respiratórias. Quando utilizada por longos períodos pode levar à psicose.

7 - Anfetaminas - Esses estimulantes são muito viciantes, e podem levar à paranoia, à depressão, a ataques de pânico e diversos problemas de saúde.

8 - Tabaco – O cigarro, que também é uma droga lícita, causa dependência muito rapidamente. Essa droga reduz a esperança de vida em até 10 anos, e causa diversos problemas de saúde, como câncer de pulmão.

9 - Cannabis – A maconha pode levar à dependência química, pode resultar em câncer de pulmão e causar distúrbios comportamentais.

16 março 2015

Sou sobrevivente

Prezado Professor
Sou sobrevivente de um campo de concentração.
Meus olhos viram o que nenhum homem deveria ver.
Câmaras de gás construídas por engenheiros formados.
Crianças envenenadas por médicos diplomados.
Recém-nascidos mortos por enfermeiras treinadas.
Mulheres e bebês fuzilados e queimados por graduados de colégios e universidades.
Assim tenho minhas suspeitas sobre a Educação.
Meu pedido é: ajude seus alunos a tornarem-se humanos.
Seus esforços nunca deverão produzir monstros treinados ou psicopatas hábeis.
Ler, escrever e saber aritmética só são importantes
Se fizerem nossas crianças mais humanas.
— Texto encontrado após a Segunda Guerra Mundial, num campo de concentração nazista

Método de Execução: Ebulição


Como funcionava a execução por Ebulição
Esta horrível forma de execução, que também era conhecida como "Cozido Vivo", era levada a cabo com a ajuda de um enorme caldeirão que poderia estar cheio de água, azeite ou mesmo sebo.
A vítima seria então introduzida no caldeirão que seria depois aquecido com a ajuda de uma enorme fogueira.
Um método alternativo seria a utilização de um recipiente mais raso e menos profundo que o caldeirão. Estando a vítima parcialmente imersa, esta seria literalmente frita em lume brando até à morte.
Há muitas evidências de que ela foi praticada ao longo da história humana. Arqueólogos encontraram ossos humanos em panelas e fornos na China, que foram encontrados em cerca de 500 mil anos de idade.
Na Inglaterra, no ano de 1500 este era o método legal de punição. A vítima era jogada em água fervente, óleo ou alcatrão até serem mortas. Imagine o terror do prisioneiro ao ver que esse seria o seu terrível destino, afinal seria submetido a um método lento e terrivelmente doloroso de execução.
Método de Ebulição usado como tortura
A ebulição também foi usada como método de tortura como já foi mencionado anteriormente. Nesse caso o interrogado era colocado dentro da grande e macabra panela, com água até o pescoço e a panela posicionada sobre o fogo, tal como na execução. A temperatura subia lentamente, oque permitia aos interrogadores fazerem suas perguntas e seu jogo psicológico com o interrogado. Esse processo causava terríveis dores no interrogado, que geralmente saia dessa tortura com graves queimaduras, tanto na pele, como queimaduras internas por respirar os vapores quentes. Em alguns casos ervas eram adicionadas na grande panela, afim de exalarem aromas fétidos quando a água começasse a esquentar, tornando ainda mais insuportável essa tortura.

15 março 2015

Imagens dos corpos de vítimas de acidente de ônibus em Santa Catarina


Os 49 corpos do acidente de ônibus na Serra Dona Francisca, no Norte de Santa Catarina, que estão no Instituto Médico Legal (IML) de Joinville serão encaminhados para União da Vitória, no Paraná, logo pela manhã deste domingo (15), informou a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Joinville.
Entre as vítimas há 8 crianças, 3 adolescentes e 38 adultos. É a maior tragédia rodoviária do estado. O grupo de passageiros saiu de cidade no Paraná e ia a um evento religioso.
O veículo caiu em uma ribanceira de aproximadamente 400 metros em Joinville no km 89 da SC-418 no fim da tarde de sábado (14).
Atenção, imagens fortes:

Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Joinville, o grupo saiu de União da Vitória e atravessava Santa Catarina para ir até um evento religioso em Guaratuba, também no Paraná.
No início da manhã deste domingo, foram retomadas as buscas por mais vítimas do acidente. Conforme a Secretaria, existe a possibilidade de que haja corpos embaixo do ônibus e na mata.
Às 13h, os peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) farão levantamento do local do acidente. Depois de liberado o local, o ônibus poderá ser retirado e encaminhado ao pátio da Polícia Rodoviária Estadual, em Campo Alegre, onde ficará retido para perícia.
acidente de ônibus em campo alegre, serra dona francisca, mortos (Foto: Jean Mazzonetto/RBS TV)
Esta já é considerada a maior tragédia rodoviária registrada em Santa Catarina em número de mortes, superando o acidente com um ônibus argentino, em 2000, que matou 42 pessoas.
Até 7h50 deste domingo, havia 54 nomes de passageiros identificados e cinco pessoas com nomenclatura ainda não identificada. Oficialmente, são 49 mortos.
Lista de óbitos confirmados pelo IML

Anderson Celis Junior

André Luiz Carvalho

Assinara A de Oliveira

Camile Araújo Sieves

Carlos Alberto de Almeida

Cérgio Antonio da Costa (motorista)

Conrado Schier Filho

Darci Crespo Linhares

Deornirce Margarete Fontana Lima

Hildo L. de Souza

Janaina Darcley Ribeiro de Lima

Lariana Regina Vieira

Luiz Cesar Araújo

Maria Anisia Kutianski Agostini

Marise Antunes da Conceição Schier

Marli Terezinha Ribeiro

Mateus Costa

Melissa Jane Da Silva

Renan R. Chrisostemo

Roseli Chrisostemo

Sandra Jiliane Costa

Sônia Regina Vieira

Terezinha D. Carvalho

Thiago Roberto Barbosa

Wesley Araujo Sieves

Lista de passageiros confirmados que aguardam identificação

Alan P Schneider

Dalton Ribeiro

Dionilei M. Lima

Eloisa dos Santos de Almeida

Flávio Ribeiro

Glória Podstaya

Gustavo Felipe Serafim Aquino

Idelzina A. P. Aguiar

João Antônio M. Soares

Juliane Siqueira

Ketelin V. de Souza Ramos

Lenice Aparecida Miranda

Lucélia Soares

Maria D. Souza

Mariza Pinto

Osvaldir Silves

Rejane de Fátima Araújo

Renan Araújo

Ricardo Araújo

Selma Carolina Schneider

Tereza Fernandes Sins

Leonilda Alves dos Santos

Movidos para hospitais

Danrlei Crespo Linhares (São José)

Elton Jhon de Almeida (São José)

Lucas K. Vieira (São José)

Rosangela Crespo Linhares (São José)

Alexo de Lima Zenere (Dona Helena)

Alana Pires (Dona Helena)

Elis Cristina Mazur (Dona Helena)
Acidente de ônibus em Santa Catarina deixa ao menos 20 mortos/GNews (Foto: Reprodução GloboNews)
O acidente
O motorista do ônibus, com placas de União da Vitória, no Paraná, teria perdido o controle do veículo em uma curva. O local do acidente fica próximo a um mirante na região turística conhecida como Serra Dona Francisca.
Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional de Joinville, o grupo saiu de União da Vitória e atravessava Santa Catarina para ir até um evento religioso em Guaratuba, também no Paraná.
Resgate
Equipes trabalham desde o fim da tarde de sábado (14) no resgate de feridos. Pelo menos 15 viaturas e ambulâncias foram mobilizadas no local, mas as equipes enfrentaram dificuldades por conta da escuridão e pela falta de sinal de rádio e celular no local.
O grupo de Bombeiros Voluntários de Joinville se reuniu para organizar uma operação de resgate que deve atravessar a madrugada.
O trânsito permaneceu interditado nos dois sentidos para os trabalhos de resgate até o fim da noite. O ônibus deve ser retirado na manhã deste domingo (15), conforme o governo do estado.
Mensagem do governador
O governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo, acompanha as ações de resgate e postou uma mensagem de solidariedade aos profissionais e às famílias das vítimas em uma rede social.
"A maior tragédia de trânsito da história de Santa Catarina. Policiais, bombeiros, técnicos do IGP, reforçamos todas as equipes. Nossos irmãos paranaenses, de modo muito especial os familiares, recebam nossos sentimentos de dor e pesar nesse momento tão triste. #‎Tristeza‬ ‪#‎Solidariedade‬ ‪#‎Paraná‬ ‪#‎SantaCatarina‬", escreveu Colombo.
Ajuda de motoristas
Segundo relato da repórter da RBS TV Marjorie Caturani, que chegou ao local instantes após o acidente, motoristas de outros veículos tentaram descer a ribanceira para tentar prestar socorro aos passageiros do ônibus. Muitas das vítimas resgatadas com vida estavam desacordadas.
Inquérito
O delegado Rodrigo Bueno Gusso afirmou que um inquérito já foi aberto para apurar as causas do acidente. Ele foi até o local, mas uma perícia deve ser feita no veículo.
Gusso também não descarta a possibilidade de ouvir os sobreviventes, quando tiverem se recuperado. Ele também vai aguardar os exames no corpo do motorista, para saber se pode ter tido algum mal súbito. O resultado da investigação será encaminho para a Polícia Civil de Trânsito.

Venezuela inicia exercícios com anfíbios chineses e mísseis russos

Cerca de 100 mil homens, com blindados anfíbios chineses e jatos e mísseis russos, participam a partir deste sábado (14) de dez dias de manobras militares convocadas pelo presidente Nicolás Maduro, em um momento de alta tensão bilateral com os Estados Unidos.
Desembarque de homens da Infantaria de Marinha em refinarias, prática de tiro de Brigadas blindadas no oeste do país, na direção da fronteira com a Colômbia (principal aliado dos EUA na sub-região) e exercícios com sofisticados sistemas antiaéreos compõem as manobras - informou o ministro venezuelano da Defesa, general Vladimir Padrino López.
Além disso, grupos de operários da indústria de base (siderúrgicas, refinarias e centrais elétricas) organizados em "unidades combatentes" fizeram hoje simulações de defesa de seus locais de trabalho e de enfrentamento de "sabotadores infiltrados".
Segundo o general Padrino López, 80 mil militares e 20 mil civis participam das manobras.
"Felicito a FANB (Força Armada Nacional Bolivariana) e o povo pelos exercícios conjuntos", postou o presidente Maduro em sua conta no Twitter.
"União cívico-militar para continuar tendo Pátria e que nossa terra sagrada nunca seja tocada pela bota imperial. Que Viva a Venezuela 'Carajo'!!", completou.
Membro do exército da Venezuela passa por de veículo militar na cidade de San Cristobal, no sábado (14), durante exercícios de treinamento (Foto: AFP Photo/George Castellano)
Neste sábado, "um exercício emblemático (...) em Puerto Cabello com a Infantaria de Marinha e sua nova dotação de veículos anfíbios", anunciou o ministro da Defesa, que acumula o cargo de chefe do Comando Estratégico Operacional, unificando o controle político e operacional das Forças Armadas.
Nessa zona de refinarias, serão realizadas simulações de desembarque de 3.200 homens da Primeira Brigada de Infantaria da Marinha, com os blindados anfíbios chineses recebidos em janeiro, no âmbito de uma operação calculada em US$ 500 milhões.
Padrino López relatou ainda que a "Força Aérea, junto com a defesa aeroespacial, fazem exercícios para verificar a operacionalidade de novos sistemas antiaéreos".
Nos últimos anos, a Venezuela recebeu sistemas de mísseis terra-ar, especialmente os de fabricação russa BM-21 Grad e o sofisticado BM-30 Smerch, com calibre de 300 milímetros e alcance de até 90 quilômetros, que se somaram aos antigos sistemas de curto alcance Pechora 2M, também russos.
Durante todo o dia, a televisão pública transmitiu, de diferentes pontos do país, imagens de combates simulados entre blindados; de fragatas de combate Lupo, de origem italiana, preparando-se para zarpar de emergência; e dos operários das refinarias interceptando, ou controlando, suspeitos de sabotagem.
Os exercícios também incluem a Guarda Nacional, que treinará "aumentando o adestramento para o controle interno e para o restabelecimento da ordem pública", explicou o ministro.
Membro do exército da Venezuela posa ao lado de veículo militar na cidade de San Cristobal, no sábado (14), durante exercícios de treinamento (Foto: AFP Photo/George Castellano)
Unasul apoia Venezuela
Na última segunda-feira, a Venezuela subiu o tom em relação aos Estados Unidos, depois da ordem executiva anunciada pelo presidente americano, Barack Obama. No texto, Obama classifica a situação venezuelana de "ameaça incomum e extraordinária" à segurança e declarou emergência nacional para enfrentá-la.
Em poucas horas, Maduro pediu ao Legislativo poderes extraordinários para governar por decreto nas áreas de Defesa e Segurança. A expectativa é que sejam aprovados neste domingo em segunda e definitiva leitura.
Para evitar uma escalada regional, a União de Nações Sul-Americanas (Unasul) pediu ao governo dos Estados Unidos, neste sábado, que anule as sanções impostas a funcionários venezuelanos - de acordo com a declaração firmada pelos chanceleres desse órgão.
A ordem executiva firmada por Obama foi considerada uma "ameaça intervencionista".
A Unasul "solicita a derrogação da referida Ordem Executiva" expedida pelo presidente Barack Obama na última segunda-feira, diz o texto assinado pelos ministros das Relações Exteriores dos países-membros do órgão regional, ao fim de uma reunião extraordinária em Quito.
A medida "constitui uma ameaça intervencionista à soberania e ao princípio de não ingerência nos assuntos internos de outros Estados", alegam os chanceleres.
A Unasul reiterou seu apelo a que os governos "se abstenham da aplicação de medidas coercitivas unilaterais que contrariem o Direito Internacional" e pediu a Washington que "avalie e ponha em prática alternativas de diálogo" com Caracas.
A nota insistiu em que a situação na Venezuela "deve ser resolvida pelos mecanismos democráticos" previstos em sua Constituição e manifestou seu apoio para a realização das eleições legislativas previstas para setembro no país.
Civis participam de exercício militar na cidade de San Cristobal, no sábado (14) (Foto: AFP Photo/George Castellano)

07 março 2015

Jovem que estava desaparecida é encontrada morta em Maringá

Uma jovem de 19 anos que estava desaparecida desde quinta-feira (5) foi encontrada morta em Maringá, no norte do Paraná, na madrugada deste sábado (7). Segundo a Polícia Civil, o corpo de Natalia Jeane Germano estava em um matagal no final da Avenida Kagogawa, na zona norte da cidade. Três suspeitos do crime foram presos pela polícia também na madrugada deste sábado.
De acordo com a família da vítima, a jovem foi vista pela última vez na quinta-feira, quando saiu de casa no Jardim Campos Eliseos. A mãe de Natalia, Maria José Germano, disse que ligou várias vezes no celular da filha, mas não teve resposta. Na sexta-feira, ela registrou um boletim de ocorrência sobre o desaparecimento da jovem.
Policiais da Divisão Estadual de Narcóticos (Denarc) e da Delegacia de Homicídios vinham investigando o caso. O corpo estava em um saco plástico próximo a uma mata. Conforme a polícia, os suspeitos contaram, após a prisão, que a jovem foi morta por um tiro após uma brincadeira de roleta-russa.
“A vítima, Natalia, teria brincado com um dos suspeitos se ele teria coragem de atirar nela, quando ele mirou o revolver na cabeça dela e efetuou o disparo que causou a morte da vítima. Após matar a vítima, no local, os três, em conjunto, embalaram o corpo da vítima, o colocaram no veículo deles e, para ocultar o corpo, jogou ele no matagal ali no final da Kakogawa”, conta o delegado da Denarc, Gustavo Alves.
Os três presos já são acusados de tráfico de drogas, e um deles também é suspeito de cometer um homicídio em Maringá. Eles serão indiciados por homicídio qualificado, ocultação de cadáver, tráfico de drogas e associação ao tráfico, informou a polícia.
A mãe da vítima lamentou a morta da única filha. “Era uma pessoa dócil, meiga, as vezes a gente tinha sim discussões porque ela era teimosinha, batia o pé e era aquilo. Mas, nada que me chamasse mais atenção. Ela ultimamente andava um pouco nervosa, meio deprimida. Era minha filha única, me tiraram tudo”, diz Maria José Germano.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...